sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Curiosidades: Metallica | A Saída de Ron McGovney


Em setembro de 82, aconteceu o primeiro show em San Francisco da banda de Lars e James. Ulrich e Brian Slagel adoraram o resultado. A resposta do público foi positiva. Eles erraram bastante, mas, mesmo assim... Os metaleiros realmente foram para ver a banda. Foi a primeira vez que deram autógrafos. Situação bem diferente da que viviam em Los Angeles onde eram considerados “o patinho feio” do Metal. A banda tocou mais uma vez na cidade e apresentou a nova faixa “No Remorse”. Internamente, a banda passava por alguns problemas com Dave Mustaine. O guitarrista roubou uma caixa de cervejas Heineken em um show. Mas “o primeiro prego do caixão” de Mustaine no Metallica foi quando Dave resolveu levar dois cachorros pit-bull ao ensaio da banda. Segundo Dave, um deles colocou as patas no carro (que acabara de ser reformado) de Ron e James ficou furioso. Os dois brigaram e Dave Mustaine foi expulso do Metallica... Mas foi admitido pouco depois, após choramingar pedido que o aceitassem novamente.  


Mustaine era o meio termo entre Lars e James. Lars era o “viva eu” e James era o cara monossilábico e fechado. Dave tinha gostos parecidos com os de James e similaridades com na questão do lar desfeito. Lars sabia também que Dave podia ser útil em outras questões. Certa vez, Ulrich arranjou briga com Phil Sandoval (guitarrista do Armored Saint) e o carateca Mustaine quebrou o tornozelo de Sandoval ao defender o baterista do Metallica.  James e Mustaine se separavam, porém, em opinião quando o tema eram drogas. Hetfield era completamente intolerante ao consumo destes entorpecentes. Enquanto isso no campo da música... Todos progrediam musicalmente com o tempo, mas Ron mostrava a menor evolução. E Lars começou a procurar um novo integrante para substituir o baixista. 

Brian Slagel, primeiramente indicou o baixista do Armorant Saint, mas esta banda já estava bem desenvolvida e dando os próprios paços. Em seguida, sugeriu o do grupo Trauma. Banda que iria entrar na segunda edição da coletânea “Metal Massacre”. Lars e James assistiram a um show da banda em Los Angeles e adoraram o baixista. Mesmo com estilo impar de se vestir com calça jeans boca de sino e cabelo longo que nunca viu um pente. Era Cliff Burton. Um sujeito com claras influências de Black Sabbath, Rush e Thin Lizzy. Diferentemente dos outros, Burton não compartilhava dos mesmos gostos musicais dos outros integrantes. Cliff gostava de bandas como punk rock do Misfits e o Southern rock do Lynard Skynner, por exemplo. Ele deixou todos boquiabertos com o estilo próprio de tocar baixo como se um fosse uma guitarra. 

No entanto, Ron não sabia que estavam planejando sua substituição. Ele era o baixista, motorista e era responsável pela casa onde moravam. Mustaine era o principal desafeto. Dave não gostava de Ron. Roubava e sabotava o companheiro de banda. Lars também não ajudava e sempre ficava dependendo da carona de Ron. No fim, Ron McGovney saiu da banda em novembro de 82. Não aguentava mais ter de bancar os custos alheios. Porém era evidente que ainda guardava consigo algumas cicatrizes. Achava que Lars só olhava pra si mesmo, Dave não gostava dele e James que concordava com os dois. Por outro lado, Ron estava cada vez mais feliz de tocar com o Metallica já que a banda estava crescendo, mas estava muito nervoso em ter de aguentar as bebedeiras e as brincadeiras inconsequentes dos integrantes. A gota d´agua foi quando Dave derramou cerveja de propósito no amplificador de McGovney e gritando que o odiava. Em contrapartida, Ron resolveu expulsar os outros membros do Metallica e vendeu todo o próprio equipamento. Na época, sentiu-se traído. O baixista era um cara bacana, mesmo não tendo as mesmas habilidades de Cliff, muitos acham que ele foi usado pelo Metallica. Ele deixou realmente o campo da música. Depois, em 86, tentou mais uma vez e ao lado de Katon (do Hirax) montou um grupo “punk”, mas as pessoas estavam mais interessadas na banda pelo fato de Ron ter passado pelo Metallica. Atualmente, ganha acesso livre em shows da banda de Lars e vai com os filhos. 


Leia a biografia de Lars Ulrich pré-Metallica.

Leia a biografia de James Hetfield pré-Metallica.

Leia sobre o pontapé na carreira do Metallica

Leia sobre a entrada de Dave Mustaine.

Leia sobre o nascimento do Thrash Metal.

Leia a resenha do álbum de estreia do Metallica. (em breve link)

0 comentários:

Postar um comentário

Google+ Twitter RSS Facebook